Skip to content

Perdão dos Pecados

PERDÃO DOS PECADOS

João disse quando viu Jesus vindo ao seu encontro: “Eis o cordeiro de Deus, aquele que tira o pecado do mundo”. João 1, 29.

 

“Raiz da morte e enfermidade. A grande doença é o pecado”. Pe. Marlon.

“Por isso te digo: os muitos pecados que ela cometeu estão perdoados, pois ela mostrou muito amor. Aquele, porém, a quem menos se perdoa ama menos”. Em seguida, disse à mulher: “Teus pecados estão perdoados”. Os convidados começaram a comentar entre si: “Quem é este que até perdoa pecados?” Jesus, por sua vez, disse à mulher: “Tua fé te salvou. Vai em paz!”  Lucas 7, 47-50.

 

“Perdão é decisão, e é a chave da cura” Irmã Maria Eunice.

 

Jesus tirou o pecado do mundo. Ele é o filho muito amado de Deus que tira o pecado do mundo.

Por que Jesus retirou o pecado do mundo? Porque amou, amou tanto a gente que se entregou na cruz, e, portanto, através de Jesus, do seguimento a Ele, você é capaz de ter seus pecados redimidos.  

E o pecado, o que é? Pecado, minha gente, é tudo o que te distancia de Deus, e tudo que te distancia de Deus, lhe faz mal, me faz mal. É a desobediência a Deus. Deus sabe o que é melhor para você.

Os Santos conseguiram atingir a vontade de Deus em perfeição, mas eles tiveram que lutar muito, caíram, e como caíram, mas tiveram a força e a coragem em Deus de se levantar e reconhecer o seu erro. O caminho da santidade passa pela confissão, os santos viveram este caminho, porque também pecavam, mas decidiram-se por ser melhores, por errarem e lutarem para não errarem mais.

Quantas vezes na minha vida eu cai e caio, isso eu sei, como eu me reconheço pecadora, como me reconheço frágil e ao mesmo tempo como me reconheço necessitada da graça de Deus, porque sei que só pela graça de Deus venço a luta contra o pecado, consigo me levantar pelo olhar misericordioso de Jesus.

Eu começo este capítulo já clamando a Deus o perdão dos meus pecados: Perdoa-me Senhor!  Clame pelo Perdão dos Pecados!

Aproximar-se do confessionário é necessidade para todos nós, pois como Jesus nos falou na Bíblia:

Jesus disse em João 20, 21-23: “A paz esteja convosco. Como o pai me enviou também eu vos envio”. Então, soprou sobre eles e falou: “Recebei o Espírito Santo”. A quem perdoardes os pecados, serão perdoados; a quem os retiverdes, lhes serão retidos”.

O nosso Beato João Paulo II aproximava-se toda semana do confessionário. Imagine, o nosso Beato João Paulo II confessava-se toda semana, e era um homem santo. Imagine quem não está lutando pela santidade, precisa muito mais, pecamos diariamente, a cada mal humor, a cada discussão com um irmão, a  cada mágoa que guardamos nos nossos corações.

Portanto, confissão é caminho para santidade.

Eu sei que muita gente passa anos sem aproximar-se do sacramento da confissão, e vai perdendo a noção dos pecados. A Igreja católica nos pede pelo menos a confissão uma vez no ano.

Nossa Senhora nos ensina, através de mensagens deixadas em uma de suas  aparições, que a confissão deve ser mensal, mas se você ainda não consegue esta meta, a Igreja nos ensina que devemos nos confessar pelo menos uma vez ao ano.

A cura passa pela confissão. Sabe o que Jesus disse muitas vezes na Bíblia quando curava uma pessoa:

E porque perdoando os pecados a pessoa é curada? Eu não conseguia entender muito bem porque Jesus perdoando os pecados, a pessoa ficaria curada.

Sabe porquê? Porque o pecado te afasta de Deus, e se afastando de Deus, você fica enfermo.

Você é curado quando alcança o coração de Jesus e o pecado, é o oposto, te afasta de Deus.

Um exemplo que posso te dar, baseado no catolicismo da Igreja Católica, é que se você faltar à missa aos domingos você está pecando. Muita gente pode está se perguntando, porque pecado?

Nós precisamos da missa, é alimento, é presença de Deus nas nossas vidas, e toda vez que não vou, fico com fome. Deus sabe que você precisa alimentar-se, Deus quer que você se alimente e faltando a missa, pecamos.

Mesmo que você faça sua oração pessoal, para Deus você precisa da refeição completa, que é o banquete da Eucaristia, onde louvamos a Deus, cantando, partilhamos a paz com os irmãos, ofertamos o que temos, tanto em dinheiro, como em espírito, fazemos reflexão sobre os nossos pecados, é muita coisa que fazemos em uma hora apenas por semana, pelo menos.

E ver os seus próprios pecados, exige conhecimento de Deus e de si próprio. Quanto mais eu me aproximo de Deus, mas eu vejo os meus pecados. Porque até um chocolate que você come e sabe que vai lhe fazer mal, é pecado. Vai contra o seu corpo, criado a imagem e semelhança de Deus.

E Deus precisa de espaço para agir. Para você se arrepender.

E encontrando Jesus você ajuda o próximo. Assim você identifica um coração curado, um coração que ajuda o próximo. 

Um coração curado é um coração que ama. É um coração que encontrou a verdade, que encontrou Jesus.

Entrega teu cigarro, tua droga, tudo aquilo que te faz mal. Pode ser até uma pessoa. Deixe o adultério. Deixe espaço para Deus agir.

Na verdade, passamos as nossas vidas em um processo de cura. Hoje consigo perceber meus pecados mais claramente, antes achava que não tinha tantos pecados assim, mas quando você busca o coração de Jesus, vejo-me muito pecadora. E a cada dia vejo que necessito de mais cura, de mais perdão de Deus.

Eu passei muitos anos sem me aproximar do confessionário, achava que meus pecados eram “pequenos”, e também me faltava coragem, humildade de me render as minhas fraquezas que precisavam se confessadas.

Mas experimentei a maravilha de ver os pecados perdoados, me senti livre, feliz.

E você acha que é fácil aproximar-se do confessionário?  Passei anos sem aproximar-se do confessionário.

Foi na viagem que fiz a Canção Nova, Comunidade Católica, localizada em Cachoeira Paulista/SP,  que me aproximei do confessionário. Estava muito apreensiva, mas entrei numa antesala que fica para preparação da confissão, você escuta música, se concentra e recebe um papel em que consta uma reflexão sobre os dez mandamentos da Lei de Deus, e ver segundo o que apregoa a Igreja Católica como devemos proceder na vida.

Mas assim que voltei de lá, diante das maravilhas que Jesus realizou em mim depois desta confissão, passei a me confessar mensalmente. Procure você também o confessionário, é local sagrado, curativo, restaurador.

Em quase todas as Igrejas existem Padres disponíveis para confissão, informe-se o horário que os Padres ficam a disposição da comunidade para escutá-lo, confessá-lo, orientá-lo, é também direção espiritual. Fale ao Padre do seu problema que também Ele lhe ajudará.

Não tenha receio, o Padre não tem a intenção de lhe condenar, quer te permitir o encontro com Jesus. Mas entenda, o Padre só pode lhe absolver dos pecados se você estiver com coração arrependido, disposto a não mais pecar. Porque se entro no confessionário apenas para ser absolvido dos pecados, sem disposição de mudar isto não é coerente e nem válido. Temos que demonstrar ao Padre, que representa Jesus, a disposição de mudar.

Inclusive disponibilizei no meu site, www.revelacoesdemaria.com.br, os dez mandamentos para uma boa confissão, caso queira fazer um exame de consciência bem feito.

Eu quero lutar por quem ainda está vivo aqui na terra. É tempo de misericórdia. Jesus está derramando graças, abrindo as entranhas da sua misericórdia para quem se arrepender.

Peça a misericórdia de Jesus, somente Ele é capaz de curar qualquer dor. Você acha que uma criança que ver seu pai matar a sua mãe, na sua frente, e perdoá-lo por isto, seria humano minha gente? Não é humano. É graça de Deus. É o amor de Deus que cura, restaura.

Eu sou uma pessoa extremamente pecadora, quantos pensamentos de destruição dos outros quando as pessoas me magoam, de reclamação, de irritação, e quanto deveria mais agradecer e me unir ao coração de Jesus.

Jesus pediu a Santa Faustina que escrevesse sobre a aproximação do confessionário como fonte de misericórdia:

“Escreve, fala da Minha misericórdia. Diz às almas onde devem procurar consolos, isto é, no tribunal da misericórdia onde continuo a realizar os meus maiores prodígios que se renovam sem cessar. Para obtê-los não é necessário empreender longas peregrinações, nem realizar exteriormente grandes cerimônias, mas basta aproximar-se com fé dos pés do Meu representante e confessar-lhe a própria miséria”. (D. 1448). Diário de Santa Faustina.

Eu sei que pela justiça de Deus, eu não entraria no reino de Deus, eu posso até entrar, mas pela misericórdia.

Você tem que experimentar Deus na sua vida. Nos ensina muito bem Pe. Rufus:

“Vale ressaltar que a cura física é a menos importante. Já ouviu falar sobre Helen Keller? Ela era cega, surda e muda, mas foi uma das grandes filósofas do século passado. Se dermos muita ênfase a cura física isto não vem de Deus. Jesus disse: “É melhor entrares na vida tendo uma só das mãos do que, tendo as duas, ires para o inferno, para o fogo que nunca se apaga” (Mc 9, 43). Você já ouviu isso? Eis o motivo pelo qual Jesus não disse: “vinde a mim você que quer cura física”. Isso não é o mais importante, mas sim a cura espiritual, a experiência de perdoar todos os pecados, como o que acontece no sacramento da Confissão, para que possamos experimentar o “poder perdoador de Deus”, o abraço do Pai.” Pe. Rufus, A Chave da Cura, p. 36.

Ou seja, o nosso coração tem que estar livre do pecado, que nos aprisiona no mal. Um coração sem mágoas, ressentimentos. Temos que se confessar. Precisamos perdoar a quem nos ofendeu.

A cura para mim é a ausência de pecado. Por isso como pecadora digo que Jesus me curou, Ele abriu a porta, mas isto não significa que  ainda não esteja vivendo este processo de cura, esta luta para ser melhor, para entrar pela porta da vida eterna, que é para quem disse não para o pecado. Eu sou do PHN (por hoje não vou mais pecar). Sou muito pecadora, na luta de acertar. Eu acredito que Jesus me curou quando digo que Ele perdoa meus pecados se assim eu me arrepender e acreditar na sua majestade infinita. A morte de Jesus abriu as portas para nossa cura, Ele nos curou.

É importante nos aproximarmos dos sacramentos, porque são instrumentos de cura que Jesus nos deixou e sabemos que as grandes enfermidades nós não vemos, precisamos do Espírito Santo para a cura.

Quando você está preso ao pecado, você dá brechas para ação do maligno.

Como bem nos ensina Irmã Maria Eunice: “Falta de perdão causa todo tipo de doença”, “se não se converter não tem cura”.

As doenças psicossomáticas causadas por emoções e sentimentos mais fortes alteram o funcionamento do corpo. Acerte suas emoções e a sua enxaqueca vai para bem longe.  

Leve para Jesus os seus fardos, suas mágoas, e acima de tudo o seu ressentimento, pois isto é semente do inferno.

Emoções aprisionadas causam psicopatias. Confie no Senhor, entregue a sua dor, aquilo que você não consegue controlar, só Jesus pode controlar o que a gente não pode, pois Ele é presença real de Deus.

Agradeçamos pelo sacramento da confissão! Vamos minha gente se aproximar do confessionário, lá vocês podem confessar os pecados e podem também pedir direção espiritual.

Todas às vezes que vou ao confessionário eu experimento o amor de Deus.

Perdoe, perdoe sempre, 70 x 7, porque assim Deus vai perdoar seus pecados.

Pois, como bem nos ensina Pe. Marlon: “Quem não perdoa repele a graça divina.” Quem não perdoa perde a estabilidade emocional, a graça, perde a saúde.

Receita: Louvor + perdão= cura.

Os maiores exorcismos acontecem na confissão, os maiores milagres também acontecem na confissão.

Interessante que , via o demônio aproximar-se dos fiéis na fila da confissão e fazer um círculo no rosto das pessoas. O demônio colocava a vergonha nas pessoas, para que elas se afastassem do confessionário. E fique atento, porque o demônio tira a vergonha da pessoa na hora que ela peca e coloca a vergonha na hora da confissão. Portanto, orai e vigiai!

Utilize-se também de outros sacramentos de cura, como a confissão e a unção dos enfermos que nos devolve a saúde.

“Devemos escutar a palavra de Deus que nos conduz ao arrependimento”. Pe. Rufus.

Perdoem seus irmãos, eles não sabem o que fazem. Repetimos isto que Jesus nos ensinou.

“Em verdade, vos digo: tudo será perdoado às pessoas, tanto os pecados como as blasfêmias que tiverem proferido. Aquele, porém, que blasfemar contra o Espírito Santo nunca será perdoado; será réu de um “pecado eterno”. Isso, porque diziam: “Ele tem um espírito impuro”. Marcos 3, 28-30.

Quebrar as ataduras, da dor de quem nos machuca. E tão certo quanto o perdão te cura, são as inúmeras passagens bíblicas em que Jesus quando curava falava: os teus pecados foram perdoados. Encontrei mais de 13 passagens Bílicas. Lucas 7, 48; Marcos 2, 5; 1 João 2;12; Lucas 5, 23; João 20,23; Lucas 5, 20; Mateus 9, 5; Marcos 2, 9; Marcos 3, 28; Marcos 4, 12; Mateus 9, 2; Lucas 7, 47; Isaías 33:24.

“Deus me ama porque me ama” Irmã Maria Eunice.

Oração:

Perdão Senhor, pelos meus pecados, pelos dias que não o coloquei como meu Senhor, pelas faltas cometidas com meus irmãos, perdão principalmente pela minha omissão em servi-te, pois tu és Rei, Senhor, Pai, Salvador.

Perdão Senhor pelas minhas atitudes infantis, repletas de apegos ao mundo material, perdão Senhor pela minha ausência na construção de um mundo melhor, quando não fui um braço para o meu irmão.

Perdão, Perdão Senhor, eu quero desagravar o seu coração Jesus, e o seu coração também Maria, tão machucados pelos pecados do mundo, pelas pessoas que não amam o próximo, que destroem a natureza, que se esquecem de agradecer e louvar a Deus.

Perdão Senhor pelos meus pensamentos que não estão conforme a sua vontade, perdoe-me Senhor pelas vezes que a tentação parece cegar em mim a tua vontade.

Semei o amor, Compartilhe esse Post

Posts Relacionados

Comentários

  1. Alena katharine Maio 23, 2013

    Parabéns por esse lindo e abençoado site. É realmente um cantinho abençoado por Jesus e Maria.
    Nesse texto,me identifiquei com muitas coisas em relação a confissão pois só me confessava uma vez no ano e comunitariamente onde ñ sentia nada, ñ me sentia perdoada dos pecados… No mês d abril durante a festa da Divina Misericórdia pude experimentar a graça da confissão individual e saí renovada após confissão,missa e comunhão.
    Desde o dia 13 de fevereiro de 1997,que tenho sonhos com Maria mais ultimamente não sonhava mais… Comecei a rezar Santo Rosário, e para minha felicidade total sonhei no dia 12 desse mês de Maio, com Nossa Senhora de Fátima, Nossa Senhora das Graças e para minha surpresa, espanto e admiração com Jesus Crucificado!!!!! Nunca vou esquecer esse sonho…

    LOVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO! PARA SEMPRE SEJA LOUVADO!

    obs: No dia de Pentecostes, me confessei novamente. Depois do que li aqui no texto, vou tentar me confessar todo mês. Um abraço fraterno a todos que fazem esse santo site.

    Alena Katharine

Trackbacks

Não há trackback.

Faça um comentário

Required

Required

Optional